Jovem Laureado Rolex 2014

Arthur
Zang

Reiventando a assistência

cardiológica em Camarões

Arthur Zang Arthur Zang

Arthur Zang escuta o pulsar do coração da África. O seu tablet informático Cardio Pad, um monitor cardíaco, promete revolucionar a medicina do coração não somente no seu país natal, Camarões, mas também em todo o continente africano. Requer simplesmente uma rede de telefonia celular para garantir o atendimento cardiovascular nas áreas mais remotas do país.

Arthur Zang foi criado em Mbankomo, uma pequena localidade situada a 22 km de Yaoundé, a capital de Camarões. Não havia água encanada e os cortes de eletricidade eram muito habituais. “Naquela época, aprendi a me virar com muito pouco”, conta.

Estudou informática na Universidade de Yaoundé, fascinado pelo potencial impacto dos computadores. A sua motivação procede de uma infância desfavorecida que o sensibilizou com relação às necessidades da humanidade.

Arthur Zang se interessa pela saúde. Para ele, essa é a melhor forma de servir o seu país. Consciente de que a mudança nos hábitos de vida aumenta a incidência das doenças cardiovasculares, e de que estas afecções requerem um diagnóstico precoce e confiável, especialmente nas comunidades rurais, decide desenvolver um monitor cardíaco robusto, portátil, de baixo custo e que pode ser utilizado em qualquer lugar e momento. Em 2014, a revista americana Forbes elogia o seu invento e classifica Zang entre os "30 empreendedores mais promissores da África".

"Sou sensível aos problemas do próximo. Como engenheiro e pesquisador, quero colocar as minhas competências a serviço dos demais."

Arthur Zang

FUNCIONAMENTODO CARDIO PAD

Diagnóstico profissional à distância

  • Com o tablet Cardio Pad de tela sensível ao toque, é possível realizar um exame cardiovascular em somente uns minutos e em qualquer lugar. O profissional da saúde coloca uma série de eletrodos sem fio no torso do paciente e o dispositivo gera um ECG digitalizado que avalia o sistema de condução elétrica do coração, mede o ritmo e a regularidade dos batimentos cardíacos, bem como o tamanho e a posição dos ventrículos para determinar a presença de possíveis lesões.

  • Os dados são transmitidos via celular a um cardiologista que descarrega a informação em outro Cardio Pad. Ele os interpreta e envia o seu diagnóstico e a sua prescrição ao profissional da saúde. Por não contar com uma rede elétrica confiável, muitas regiões remotas de Camarões não têm acesso a equipamentos médicos sofisticados. O Cardio Pad é, portanto, a solução ideal para este grande problema."A bateria do Cardio Pad dura mais de sete horas", explica Zang.

Elementos-chave

  • cardio pad
  • centro nacional de dados
  • cardiologista
  • 01

    Resultados são transmitidos via celular ao Centro Nacional de Dados.

  • 02

    Um cardiologista descarrega esta informação em seu próprio Cardio Pad e a interpreta.

  • 03

    O cardiologista envia o seu diagnóstico e a sua prescrição ao profissional da saúde.

CAMARÕES

No coração da África

Baseado em um mapa das Nações Unidas

O país

A SAÚDEEM CAMARÕES

  • Superfície:

    475.440 km²

  • Número de habitantes:

    22 milhões

  • Rendimentos anuais médios per capita

    US$ 2.270

  • Esperança de vida homens/mulheres:

    55/57 anos

  • Porcentagem de falecimentos anuais devidos a enfermidades cardiovasculares:

    14%

  • Estimativa do número de médicos para o conjunto da população:

    2.400

Assista ao filme

Uma rede de telefonia celular permite a Arthur Zang, Jovem Laureado dos Prêmios Rolex 2014, garantir o atendimento cardiológico nas áreas remotas de Camarões. Ele inventou o tablet Cardio Pad, um monitor cardíaco.

UM MONITOR CARDÍACO UTILIZÁVEL EM QUALQUER LUGAR E EM QUALQUER MOMENTO

Camarões conta com menos de 50 cardiologistas para uma população de 22 milhões de habitantes, uma proporção extraordinariamente baixa com relação aos países industrializados. Não obstante, a mortalidade por afecções cardiovasculares está em alta em todo o mundo, sobretudo na África, onde se constata uma evolução dos hábitos alimentícios, um maior sedentarismo e um aumento da esperança de vida.

Por conseguinte, o prognóstico é ruim para as pessoas que sofrem de doenças cardíacas. A maior parte dos doentes ignora a sua doença e, os que a conhecem, às vezes vivem a centenas de quilômetros de um centro médico especializado. No caso de Camarões, todos os cardiologistas se encontram em Douala e Yaoundé, as duas principais cidades. Muitos doentes falecem antes mesmo de terem sido examinados.

"O verdadeiro problema não está em encontrar um médico, mas em encontrar um cardiologista", explica Arthur Zang. "A falta de equipamentos adequados em vários hospitais agrava a situação. Se você vive em uma cidade grande, vão examiná-lo adequadamente. Mas se vive na zona rural, provavelmente você vai ter que fazer uma longa viagem por estradas ruins, o que não está ao alcance de todos."

O Cardio Pad de Arthur Zang, sem dúvida o primeiro tablet informático médico da África, beneficiará dezenas de milhares de africanos e africanas. Leve, rápido, preciso e perfeitamente adaptado às regiões e a uma infraestrutura médica limitada, é também portátil, o que evita longos e caros deslocamentos dos pacientes. Uma conexão telefônica basta para transmitir a informação coletada a um centro nacional de dados que, por sua vez, a remete a um cardiologista.

Por não contar com uma rede elétrica confiável, muitas regiões remotas de Camarões não têm acesso a equipamentos médicos sofisticados. O Cardio Pad é, portanto, a solução ideal para este grande problema.

No final de 2012, Arthur Zang obteve uma patente para a sua invenção.

O Professor Samuel Kingué, um dos mais eminentes cardiologistas de Camarões e mentor de Arthur Zang, explica como o Cardio Pad vai revolucionar a medicina cardiovascular. VER O VÍDEO.

Uma emissão televisiva, a origem do projeto

Em 2009, enquanto cursava os seus estudos, Arthur Zang se interessava pelas técnicas informáticas aplicadas à medicina. Para ampliar os seus conhecimentos, passava o seu tempo nos hospitais. "Um dia vi, por acaso, uma emissão televisiva na qual se mostrava um profissional da saúde fazendo um ECG em um paciente. E pensei 'como é que isso funciona?'". Por acaso, Arthur Zang conheceu o professor Samuel Kingué, cardiologista no Hospital Central de Yaoundé, que o iniciou nos ECG e lhe explicou como tratar e interpretar os dados.

DA IDEIA AO PROTÓTIPO

Arthur Zang coloca então um vídeo de seu projeto no Facebook e isso chega aos ouvidos do governo de Camarões, que lhe concede 30.000 dólares americanos para desenvolver um protótipo. Este valor lhe permite viajar à China, onde produz 20 protótipos. Ao mesmo tempo, funda com os seus colegas a sociedade Himore Medical. Atualmente, estão sendo provados dois protótipos de Arthur Zang em hospitais de Camarões.

DO PROTÓTIPO AO PRODUTO

O financiamento da Rolex contribuirá para salvar vidas nas regiões mais remotas do país. "O meu objetivo é que sejam utilizados 500 Cardio Pads em todo o país", calcula. O Cardio Pad será vendido como parte de um kit de diagnóstico completo por uns 2.500 dólares americanos, menos da metade do preço de outros sistemas mais complicados. Quando Camarões estiver completamente equipado, Arthur Zang espera exportar o dispositivo a outros países, sobretudo da África Central.

Arthur Zang

Jovem Laureado Rolex 2014

Desprovido uma estrutura elétrica confiável, Camarões não era o melhor lugar para desenvolver um dispositivo médico de alta tecnologia. Mas nada poderia frear este engenheiro informático de 26 anos firmemente decidido a mudar as coisas. Zang sente fascinação pelas várias possibilidades oferecidas pelos computadores e pelas tecnologias da informação para mudar vidas.

Arthur Zang

Jovem Laureado Rolex 2014

Pacientes esperam para ser examinados pelo único médico do hospital de Mbankomo, uma pequena localidade situada a 22 km de Yaoundé. Na zona rural, para se ter acesso a um cardiologista é preciso, obrigatoriamente, ir à cidade. O monitor cardíaco portátil de Arthur Zang vai mudar a vida deles.

Arthur Zang

Jovem Laureado Rolex 2014

Camarões conta com menos de 50 cardiologistas para uma população de 22 milhões de habitantes, uma proporção extraordinariamente baixa com relação aos países industrializados. Portátil, pouco custoso e adaptado às áreas nas quais as infraestruturas médicas são muito limitadas, o Cardio Pad de Arthur Zang representa uma enorme esperança para milhares de pessoas.

Arthur Zang

Jovem Laureado Rolex 2014

O Cardio Pad pode ser operado por um profissional da saúde ou técnico que coloque eletrodos no paciente. O dispositivo gera um eletrocardiograma (ECG) digitalizado que avalia muitos aspectos da saúde do coração.

CADA UM DE NÓS TEM O PODER DE MUDAR TUDO

A Rolex recompensa mulheres e homens excepcionais decididos a conquistar os maiores desafios do amanhã e cujos projetos contribuam para mudar o mundo.

Saiba mais sobre os Prêmios Rolex

Siga Arthur Zang e seu projeto de apoio no atendimento cardiovascular nas áreas remotas de seu país. Junte-se a outras pessoas do mundo todo que ajudam Arthur Zang a revolucionar os cuidados de saúde em Camarões graças à telemedicina.